Tempo com os nossos filhos é algo que todas ansiamos… corremos toda a semana em mil e uma tarefas que temos que cumprir e sempre à procura daquele bocadinho de tempo para eles…

Entre refeições, lancheiras, roupas e compras tentamos encontrar um espaço para nos dedicarmos às nossas crianças… por vezes, largamos tudo e sentamo-nos a brincar… (“Vou ignorar o que tenho para fazer e vou dar atenção aos miúdos!”), mas na nossa cabeça continua na carne que não está temperada, na pilha de roupa para estender…. Enfim a logística toda envolvente à casa e às crianças!

Existe tempo em quantidade e tempo de qualidade!

Qual destes será melhor para nós e para os nossos filhos?

Idealmente seria o tempo em quantidade cheio de qualidade! Mas, grande parte das vezes isso não é possível…

Como podemos nós adotar uma forma de vida de modo a conseguir gerir todas as nossas tarefas do quotidiano e, simultaneamente ter tempo de qualidade com as nossas crianças?

Quais as estratégias que existem?

Momentos de qualidade com os nossos filhos ajudam-nos a fortificar as relações com eles, alimentam-nos de amor e boas energia e dão-nos qualidade de vida!

 

Deixarmo-nos de culpas!!!!

Nós somos mães e mulheres, desempenhamos diversos papéis e damos o nosso melhor, consequentemente somos as melhores mães para os nossos filhos. A culpa interfere negativamente no nosso quotidiano, traz ansiedade e negativismo e tira-nos a liberdade.

Partilhar tarefas

A segunda é organizar o nosso dia de forma a incluir as crianças naquilo que temos para fazer, torná-las nossas parceiras nas tarefas e, assim estamos por um lado a envolvê-las no quotidiano da família (fazendo-as sentir parte integrante) e por outro a responsabilizá-las de certas tarefas que fazem parte do seu quotidiano. Claro que na primeira infância as crianças são muito pequenas, no entanto já nesta fase conseguem ajudar e adoram sentir que participam e que são capazes (começar por ajudá-as a arrumar os brinquedos, colocar a roupa no cesto ou na máquina, levantar o seu lugar da mesa… pequenas tarefas).

Tempo exclusivo

Uma outra estratégia é reservar tempo do dia para nos sentarmos com eles, para brincarmos e nos dedicarmos inteiramente aos nossos filhos. Neste tempo não há pensamentos sobre a roupa que está para passar, sobre o trabalho acumulado ou o jantar… Neste tempo estamos com eles… Há mães que gostam de brincar, há mães que gostam de contar histórias, outras que preferem ir ao jardim…. Este tempo é para fazermos o que mais gostamos de fazer com os nossos filhos! Fazê-lo com dedicação total de forma a usufruir do momento, as crianças sentem que estamos dedicadas e adoram…

Por fim é relativizar as coisas…

a vida são dois dias e a infância deles passa a correr!

Vamos aproveitar que os temos nesta fase e vamos usufruir disso… Vamos observá-los a guardar dentro de nós estes momentos únicos e tão especiais! Vamos dar-lhes a nossa dedicação, a nossa companhia e a nossa atenção que é o que de melhor lhes podemos dar para que cresçam seguros, felizes, amados e saudáveis!