Se respondeste que sim, é provável que não faças consultas no dentista periodicamente. Porque quanto mais regularmente consultas o dentista: menos gastas!

Se só consultas o dentista quando tens dor ou algum outro problema, é certo que irás resolver um problema mais grave, gastar mais tempo e mais dinheiro.

A prevenção é o procedimento mais barato em medicina dentária.

Consulta o teu dentista regularmente e investe na prevenção!

Inicia um plano de prevenção com consultas regulares no médico dentista com toda a família – investir na saúde oral com frequência em vez de resolver apenas as urgências.

Lembras-te de ter sentido, certo dia, um pequeno desconforto num dente, uma pequena dor ao mastigar e uma ligeira sensibilidade… voltou a repetir-se outras vezes mas com o correr do dia-a-dia, tomaste um analgésico e a situação acalmou.

Mas naquele dia em que estavas a almoçar com os amigos, vários meses depois, aconteceu um acidente: percebeste que tinhas algo duro e estranho na boca… pois, partiste o dente!

Podes ter sorte e resolver o problema “apenas” com uma restauração. Ou podes ter desvalorizado o problema ao ponto de o dente ter necrosado (ter ocorrido “morte do nervo do dente”) e resolver-se com endodontia (“desvitalização do dente”). E podes ainda ter fraturado o dente até à raiz e a solução passar pela sua extracção…

Bem, se tiveres mesmo azar, ignorar o problema estes meses não foi boa opção -poderias ter evitado um problema maior se tivesses visitado o teu dentista mais cedo e principalmente, avaliar a situação quando tiveste o primeiro episódio de desconforto.

Lá está: A prevenção é muito mais barata do que o tratamento.

Sabemos que há alguns anos atrás, as consultas no dentista eram consideradas um luxo e reservadas apenas para pessoas com mais posses.

Este conceito permaneceu com o tempo e assim continua a desvalorizar-se a saúde oral como uma questão essencial e que influencia a saúde em geral.

Há que fomentar o conceito de prevenção – que poderá evitar agravamento de situações simples e mais baratas de resolver – assim como a manutenção diária da saúde oral em casa – com escovagens regulares e uso de fio dentário.

O que pretendo com este artigo, é desmistificar os custos elevados de cuidados de saúde oral, porque na prática, podemos efectivamente manter uma saúde oral cuidada sem custos exagerados.

E sabes como poupar nas consultas de medicina dentária?

  • Consultas em Universidades de medicina dentária

As instituições de ensino superior que leccionam medicina dentária proporcionam o acesso da população a cuidados de saúde oral com preços mais acessíveis.

  • Cheques Dentista

Estes cheques permitem o acesso a cuidados de saúde oral gratuitos a crianças e jovens, desde a infância até aos 18 anos.

E inclui ainda grávidas, idosos que usufruem do complemento solidário para idosos, portadores de HIV e intervenção precoce no cancro oral.

Os cheques devem ser obtidos através do médico de família (ou entregues na escola às crianças) e as consultas podem depois ser marcadas pelo utente, seguindo a lista de médicos dentistas aderentes do programa.

A informação está disponível neste site da Direção Geral da Saúde.

  • Consultas no Centro de Saúde

Certos centros de saúde já implementaram consultas de medicina dentária aos utentes. Neste momento existem gabinetes de saúde oral em plenos funcionamento em mais de 50 centros de saúde.

Podes consultar aqui o centro de saúde mais próximo da tua área de residência com consultas de medicina dentária.

Há quanto tempo não fazes uma consulta com o teu dentista?